No Golpe Já Estamos!

Verdade absoluta do Lula, pois o STF realmente está de joelhos acovardado e se não fizer o dever de defender a constituição vai ficar cristalizado na história como o espaço de legitimação do Golpe por inércia e politização partidária do debate.
Os ministros podem ser os primeiros a cair assim como ocorreu em 1964 com o golpe dentro do golpe, quando foram defenestrados os companheiros indesejáveis, pois os Ministros do STF tornando-se desnecessários, farão parte dos primeiros a entenderem o erro.
Depois virão os coxa arrependidos aumentando ano à ano, é por isso que precisamos nos manter em luta, tanto para defender como para retomar a democracia.
No Golpe já estamos.
saudacoes

Anúncios

Sobre mundosofismo

Somos educadores populares e acreditamos na teoria de educação freirena, este espaço se destina a comunicação popular nas mais variadas mídias e formas. Buscamos colaborar com a liberdade de expressão através da defesa absoluta da democratização da mídia, colaborando com causas e movimentos e seus protagonistas nas lutas em todas os meios inclusive através do ciberativismo em Rede Mundial de Computadores.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

2 respostas para No Golpe Já Estamos!

  1. Gilliard Santos disse:

    A democracia brasileira em risco.
    Ao fazer uma análise, como cidadão, dos últimos acontecimentos do cenário político brasileiro, cheguei à conclusão, que não é nenhuma novidade, que nuvens negras pairam sobre a nossa democracia. Os argumentos não faltam. Desde a descarada cruzada da mídia golpista (veja, jornal nacional, folha, entre outros – as iniciais minúsculas são propositais) em desmerecer o governo da Presidenta Dilma, governo legítimo e lavrado pela soberania absoluta do voto, à crise jurídica que assola nossa nação. Para justificar o meu sentimento de que as nuvens do totalitarismo estão se formando nos céus – e principalmente na terra – de nossa nação, aproprio-me de algumas ideias de Karl Marx. Em seu livro “O 18 Brumário” ele descreve a clássica afirmação de Hegel que “todos os fatos e personagens de grande importância na história do mundo acontecem, por assim dizer, duas vezes. ” Marx complementa a tese hegeliana afirmando que aquele “esqueceu-se de acrescentar: a primeira vez como tragédia, a segunda como farsa. ” Tomando a história do Brasil como o fundamento para nossa análise, principalmente os últimos 60 anos, podemos afirmar, que tanto Hegel como Marx, estavam com absoluta razão. Vejamos os fatos. Os anos que antecederam o golpe militar de 1964, não era muito diferente do cenário atual. Um grupo tentando derrubar um presidente eleito pelo povo, única e exclusivamente porque estava alinhado com posições políticas de esquerda, e ameaçava os interesses da burguesia neoliberal e, principalmente se colocava contra os interesses dos Estados Unidos da América. Os interesses desses grupos todos conhecem. Tão logo a ameaça socialista surgia no cenário nacional, a tropa de choque dos exploradores entrou em cena – e aqui vale lembrar do papel decisivo da rede globo de televisão em dar apoio e sustentação ao golpe e ao regime militar – com o chavão vazio, mas eficaz, de defender o Brasil e sua democracia, de um golpe comunista. As Forças Armadas, foram colocadas na linha de frente – como verdadeiros fantoches – e colocaram em prática o golpe fascista que maculou nossa sociedade por mais de vinte anos. Voltando a Marx, nesse momento a história do Brasil registra uma grande tragédia. Quando pensávamos que estávamos livres dos fantasmas do autoritarismo – doce ilusão a nossa – nos deparamos com a situação atual, onde, os mesmos grupos de exploradores (mídia, banqueiros e políticos conservadores) coordenam um golpe em nossa democracia. As diferenças são poucas. As teses são as mesmas: os portadores da ética e da moral – a família Marinho, Os Mais do RN, os velhos defensores da ditadura e suas crias, sei que parece piada – insistem em dilacerar a soberania do povo brasileiro. Com apenas uma exceção: Hoje a investida do golpe não se faz pelas mãos dos militares das Forças Armadas, mas por meio de setores reacionários do nosso judiciário. E nesse momento, se concretiza a afirmação de Marx: fatos marcantes de nossa história, se repete, dessa vez como uma farsa. Para os que criticam duramente os projetos socialistas, de distribuição de renda, acesso à educação e a cultura, ao combate à exploração social e de gênero, sugiro, humildemente, que antes de criticar o que não se conhece, procure analisar os diversos fatores que envolve os diversos problemas de nossa sociedade. Eu sei que é mais confortável assistir o Big Brother e as baboseiras de Pedro Bial, que é mais fácil escutar as asneiras de Arnaldo Jabor do que ler um livro, que é mais fácil pegar e publicar frases prontas (de outras pessoas) nas redes sociais do que pesquisar e adquiri erudição. É para isso que serve os tolos, servir de sustentáculo para os golpistas. Como cidadão, o que posso dizer, é que NÃO VAI TER GOLPE!

    Gilliard Santos.
    Professor de Filosofia – Cruzeta – RN
    Sou leitor assíduo desse blog. Se for pertinente para vocês, gostaria que esse comentário fosse publicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s