Vitória do 1/3 de férias é fruto das Redes Sociais

Estamos inaugurando uma nova fase das lutas sindicais e por incrível que possa parecer agora ela é virtual, cibernética, tendo como principais ferramentas o Facebook e o Whatsapp.

Foi grande a repercussão em Rede Mundial de Computadores do famigerado atraso do terço de férias dos servidores públicos do RN.

A cobrança foi geral e irrestrita, as conclamações de solução foram dirigidas aos mais variados setores da Sociedade, desde o SINTE, (sindicato dos professores do RN, aliado incondicional da SEEC) até a SEEC e o Governo do Estado do RN.

O mais importante desse momento histórico foi um embate caloroso entre os partidários da defesa do governo, destaca-se o SINTE com sua tropa de choque em sua maioria do PT e da CUT  e de outro Professores e Professoras, centrais sindicais como a CTB e até outros sindicatos como o SINSP/RN saiu na defesa dos profissionais da educação.

Realmente viramos todos e todas ciberativistas, realmente as TIC fizeram a verdadeira revolução da democratização da opinião e da luta, agora não tem mais como tapar o sol com uma arupema, a verdade vem a furo nas teclas dos smartfones e computadores.

Nas redes sociais a diferença entre o ecoar das falas é infinitesimal, mesmo um sindicato com mais 12 milhões de arrecadação anual é obrigado a se curvar diante dos seus contribuintes e mesmo a contragosto são obrigados a dizer que a culpa é do governo e agora o MIMIMI na internet é da vitimização.

Os militante sindicais ainda tentaram colocar ordem nas redes na forma grotesca tradicional, mas metendo a mão no bolso da categoria e indignados com o alinhamento com a SEEC, professores e professoras foram incisivos em suas cobranças.

A bem da verdade vitória não foi só das entidades que apoiaram a luta, do sindicato ou da central A ou B, a vitória foi da democracia em Rede Mundial de Computadores, onde sem quantidade falas e tempo controlados, a direção SINTE se viu em sua pequenez na voz indignada de todos e todas que cobravam atitude de defesa da categoria e não da SEEC, onde está hoje um ex-presidente do me

Agora cria mais sentido a frase “saímos do facebook”, pois aqui inauguramos a redemocratização do direito de lutar, queiram ou não, agora realmente o gigante acordou, com fome e sede de melhoria na educação.

A pauta é extensa e a luta está em ascensão.

saimos do facebook

 

 

 

Anúncios

Sobre mundosofismo

Somos educadores populares e acreditamos na teoria de educação freirena, este espaço se destina a comunicação popular nas mais variadas mídias e formas. Buscamos colaborar com a liberdade de expressão através da defesa absoluta da democratização da mídia, colaborando com causas e movimentos e seus protagonistas nas lutas em todas os meios inclusive através do ciberativismo em Rede Mundial de Computadores.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Vitória do 1/3 de férias é fruto das Redes Sociais

  1. Andrea disse:

    Excelente texto! É isso mesmo, ainda que com censura por parte de alguns partidários e representares de sindicatos (seres intolerantes), temos conseguido expor nossos pensamentos e necessidades. Tamo junto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s