MPRN ameaça pedir exoneração dos professores da última convocação. De que lado ele estará? E qual seria o papel de um sindicato sério nessas horas?

Difícil a situação dos professores no Rio Grande do Norte, mais difícil com certeza que a situação do Paraná, pois lá tem um sindicato combativo que organiza os professores para a luta mesmo sendo no dia-a-dia, massacrado pela repressão nazi-fascista de um governo do PSDB interessado em acabar com os trabalhadores e reimplantar os piores pesadelos ditatoriais da direita.

O mais barato na educação.

O mais barato na educação.

Ainda que a problemática que move os professores no PR seja bem parecida com a nossa, com a diferença que aqui a previdência foi desconfigurada unificando-a com o caixa único pelo desgoverno anterior e lá o ataque está acontecendo no desgoverno atual.

Mas a grande diferença é que aqui o sindicato que fez greve no governo anterior, parece que nada vai fazer nesse governo, enquanto for formado por dirigentes que são incapazes sequer de chamar uma assembléia geral da categoria para avaliar a situação conjuntural nacional em um momento que temos uma “greve federalizada” como se reconhece em todos os cantos do país.

Segundo a CNTE os estados de São Paulo, Santa Catarina, Pernambuco, Paraíba, Pará, Roraima, Paraná, Goiás, Alagoas, Amazonas e o Distrito Federal já realizaram algum tipo de paralisação neste ano, nossos levantamentos indicam que atualmente 5 estados estão paralisados, tendo uma pauta extensa que vai desde a superlotação, falta de professores e aumento salarial.

Aqui as condições são realmente piores que mais de 80% dos estados brasileiros, escolas sucateadas, salas superlotadas, apadrinhamentos e professores em desvio de função ou que não aparecem em seus postos, resultado de uma política desastrosa e irresponsável implantada por décadas de governos vendilhões e fisiologistas.

Mas nem isso provoca o MPRN a colaborar e exigir que sejam convocados mais professores, diante da falência ocasionada entre outras coisas pela demanda de mais profissionais em sala de aula e da ultrapassagem do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal, o Ministério Público parece optar pelo caminho de buscar enquadramento do Secretário da Educação por responsabilidade fiscal, ameaçando pedir a exoneração dos professores convocados na última chamada.

Momento mais propicio que esse para se iniciar uma mobilização de professores em prol da convocação de todos e todas as aprovadas não existe, pois além de termos uma SEEC/RN com um viés democrático e com vontade de colaborar com a educação, que é demonstrado com o cumprimento do reajuste do Piso Salarial dos Professores em 13,01% e a convocação de mais de 400 professores, mesmo na situação financeira caótica do estado.

Ainda assim o sindicato prefere ficar pedindo informação nas redes sociais para escrever uma matéria, isso é triste, na imobilidade da pressão social, finge fazer, realizando o que já fizemos, um levantamento que todos possuem inclusive a SEEC, informações que a SEEC inclusive teve que produzir provocada pela demanda de professores em luta e praticamente abandonados pelo SINTE/RN, que com suas forças foram a inúmeras Promotorias Públicas do RN denunciar e provocar esses levantamentos.

Estamos no mato sem cachorro, pois agora que a SEEC quer fazer a diferença e realizar as mudanças necessárias, somos reféns da inercia de um sindicalismo que não acompanha os ventos da política nacional, que não consegue ver a oportunidade que temos de nos mobilizarmos e colaborarmos com o governo a fazer o MPRN recuar e podermos fazer a verdadeira Pátria Educadora, convocando professores e melhorando a qualidade da educação no RN.

A vida tem dessas coisas, enquanto uns vem atrás com ações paliativas, nós continuamos na luta e de luto pelos educadores massacrados do Paraná.

Alessandro da Silva Maia

Professor de Filosofia Sindicalizado da Rede Pública Estado do RN

Sobre mundosofismo

Somos educadores populares e acreditamos na teoria de educação freirena, este espaço se destina a comunicação popular nas mais variadas mídias e formas. Buscamos colaborar com a liberdade de expressão através da defesa absoluta da democratização da mídia, colaborando com causas e movimentos e seus protagonistas nas lutas em todas os meios inclusive através do ciberativismo em Rede Mundial de Computadores.
Esse post foi publicado em Concurso Magistério Rn, Concurso Público, convocação concurso professores rn, Educação, Lei do Piso, Pátria Educadora e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para MPRN ameaça pedir exoneração dos professores da última convocação. De que lado ele estará? E qual seria o papel de um sindicato sério nessas horas?

  1. Pingback: O que dizer ?

  2. Josefa Cardoso da Silva disse:

    Meu Deus!!! em quem vamos confiar depois de uma dessas?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s