Suspeitos de estupro coletivo em Queimadas são procurados no Rio, diz polícia

Secretaria de Segurança pediu informações à polícia do Rio de Janeiro.

Ampliar

Os dois irmãos de 28 e 22 anos apontados pela Polícia Civil como mentores de uma festa ocorrida em Queimadas, na Paraíba, onde aconteceram seis estupros e duas mortes, seriam procurados pela polícia no Rio de Janeiro. Segundo o delegado Kelsen Vasconcelos, coordenador regional da Polícia Civil de Campina Grande, ambos seriam ex-moradores da favela da Rocinha, onde teriam participação em dois assassinatos. Ele informou que a Gerência de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública paraibana solicitou informações ao órgão competente no Rio para investigar as suspeitas de envolvimento em crimes na região.

Conforme o delegado, as denúncias sobre a atuação dos irmãos cariocas em outros crimes foram feitas em depoimentos durante as apurações do caso de Queimadas. Ele explicou que o alto padrão de vida dos irmãos, com carros e motocicletas de luxo, não corresponde com o emprego e a renda que os suspeitos declararam ter, o que levantou desconfiança quanto à origem do patrimônio.

Segundo Kelsen Vasconcelos, eles são naturais do Rio de Janeiro e estavam morando há cerca de nove meses em Queimadas, onde têm parentes. Eles teriam justificado que o dinheiro seria enviado pelos pais.

Nas investigações conjuntas, o delegado de Queimadas, Fernando Zoccola, apura se os dois têm envolvimento em assaltos, homicídios e falsidade ideológica no Agreste paraibano.

Estupro em Queimadas: sobrinho de prefeito e de Deputado Estadual está envolvido

Estupro em Queimadas: sobrinho de prefeito está envolvido

Integrante de bando que estuprou e matou mulheres é sobrinho do prefeito de Queimadas 

A notícia foi confirmada pelos agentes da Delegacia Especializada em Homicídios de Campina Grande no início na noite desta segunda-feira. O jovem estudante Diego do Rego Domingues, de 19 anos, é mesmo sobrinho do prefeito da cidade Queimadas Carlinhos de Tião e de seu irmão, que é deputado estadual pelo PMDB, Doda de Tião.

A notícia do envolvimento e da prisão do rapaz na noite de ontem caiu como uma bomba na família de lideranças políticas que tentaram esconder o fato, no entanto, a situação foi confirmada pelas autoridades policiais.

De acordo com a Polícia Civil, Diego do Rego seria amigo dos irmãos Eduardo e Luciano que seriam os mentores e responsáveis pela prática criminosa. O sobrinho do prefeito também teria abusado sexualmente das mulheres durante o aniversário, quando se passou por um assaltante.

Diego do Rego Domingues e os outros seis envolvidos (maiores de 18 anos) foram autuados em flagrante acusados nos crimes de estupro, homicídio qualificado e formação de quadrilha. Eles estão recolhidos na carceragem da Central de Polícia Civil de Campina Grande e deverão ser transferidos nesta terça (14) para a Penitenciária de Segurança Padrão (Antiga Máxima).

Os outros três envolvidos no delito são menores e serão encaminhados para Lar do Garoto, em Lagoa Seca.

Temendo revolta em Queimadas e CG, Polícia transfere acusados de estupros e assassinatos para JP

15/02/2012 | 18h21min

Os sete adultos envolvidos no estupro coletivo ocorrido no final de semana na cidade de Queimadas, que resultou no assassinato de duas mulheres, estão sendo transferidos da carceragem da Central de Policia de Campina Grande, para o Presídio PB 1, em João Pessoa.

A transferência foi feita a pedido da Corregedoria do Tribunal de Justiça do Estado, em contato direto com o Secretário de Administração Penitenciária. A transferência foi solicitada por uma questão de segurança, já que havia o receio que eles fugissem ou que fossem vítima de um levante da população de Queimadas em vingança pelo que eles fizeram as seis mulheres.

Os sete adultos chegaram a PB 1 pouco antes das 18 horas e o comboio foi organizado pela Polícia Civil e foi chefiada pelo delegado Regional Andre Rabelo, disse que a transferência foi feita por uma questão de segurança dos acusados, pois a polícia temia houvesse uma tentativa de resgatá-lo para fazer justiça.

O delegado explicou que o crime chocou a cidade de Queimadas, Campina Grande e toda a região e até os demais presos recolhidos na Central de Polícia. A lista com os nomes dos acusados não foi divulgada, mas entre eles estão os irmãos Eduardo e Luciano Pereira dos Santos, organizadores da festa e responsáveis pelos estupros e os dois assassinatos.

De acordo com o tenente coronel Arnaldo Sobrinho, Gerente de Planejamento de Segurança e Informação da Secretaria de administração Penitenciária, os sete acusados vão ficar nas celas de reconhecimento durante alguns dias, até que seja decidido o destino deles e o local onde eles vão ficar presos esperando o julgamento.

O coronel disse que eles não vão ficar nos pavilhões junto com os demais presos, uma vez que existe o temor que eles seja vitimas dos demais presos do PB 1, já que na cadeia os estupradores não são bem vistos pelos demais apenados.

Estupro Coletivo

Os sete rapazes transferidos de Campina Grande para o PB1 em João Pessoa são acusados de terem simulado um assalto durante uma festa de aniversário, fato ocorrido na cidade de Queimadas.

Na festa haviam oito mulheres, seis foram estupradas e duas assassinadas a tiros porque reconheceram os irmãos Luciano e Eduardo, no momento em que eram estupradas. A recepcionista Michelle Domingos da Silva de 29 anos e a professora Isabella Jussara Frazão Monteiro, de 27 anos, foram obrigadas a sair da casa em um carro modelo pick-up.

Na fuga, quando passavam ao lado a Igreja, a professora Isabella Jussara conseguiu pular do veículo, mas acabou sendo executada com vários tiros no meio da rua. A recepcionista Michelle foi levada pelo bando para uma estrada que dá acesso a um sítio, onde teve os braços e as pernas amarradas e depois foi executada.

O corpo dela foi deixado em cima do carro sem roupas.

Anúncios

Sobre mundosofismo

Somos educadores populares e acreditamos na teoria de educação freirena, este espaço se destina a comunicação popular nas mais variadas mídias e formas. Buscamos colaborar com a liberdade de expressão através da defesa absoluta da democratização da mídia, colaborando com causas e movimentos e seus protagonistas nas lutas em todas os meios inclusive através do ciberativismo em Rede Mundial de Computadores.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para

  1. Alagoas disse:

    Estudei com Diego Rego nunca imaginei que passei tres anos ao lado de um bandido perigiso!

  2. Pingback: Rádio Cirandeira Ultrapassa as 200.000 visualizações | Rádio Cirandeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s