Debate aborda valorização profissional como garantia de qualidade do SUS

Para garantir o acesso e o acolhimento com qualidade no Sistema Único de Saúde (SUS) – eixo da 14ª Conferência Nacional de Saúde – é necessário valorizar as pessoas que trabalham no Sistema. Esse foi um dos pontos destacados no diálogo temático “Valorização do Trabalho e Formação Profissional para o SUS”, ocorrido nesta quinta-feira (1º), na Sala Macieira.

Para a Diretora do Departamento de Gestão e da Regulação do Trabalho em Saúde do Ministério da Saúde, Denise Motta, nenhuma outra área profissional necessita tanto do trabalho humano como a área de saúde. “A qualidade do atendimento está diretamente ligada à qualificação profissional e às condições de trabalho”, afirmou. “Por mais que se invista em alta tecnologia, nada pode substituir a atuação de um profissional de saúde na função de salvar e melhorar as condições de vida da população”, destacou.

Os principais problemas encontrados no trabalho do setor saúde envolvem a diversidade nas formas de contratação, a alta rotatividade dos profissionais, as extensas jornadas, a instabilidade no trabalho e o elevado número de acidentes de trabalho e adoecimento. Segundo Denise Motta, neste último quesito o setor saúde perde apenas para o setor da construção civil.

A diretora apresentou os programas de gestão da educação em saúde do Ministério da Saúde. Uma das iniciativas inovadoras é o Premio Inova SUS – Gestão do Trabalho. O concurso, em andamento, irá premiar 20 iniciativas com resultados positivos para o serviço público e para a sociedade. Serão distribuídos prêmios entre R$ 50 mil e R$ 150 mil, que deverão ser investidos nas instituições vencedoras.

Outro ponto abordado durante o encontro foi a necessidade de construção de políticas em conjunto com os trabalhadores e usuários do SUS. Para a professora da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, Laura Macruz, é difícil transformar a organização do trabalho e as práticas de cada trabalhador sem o diálogo. “As mudanças não se produzem por decreto. Elas precisam ser construídas no cotidiano dos serviços”, ressaltou.

Curiosidades- Panorama de trabalho do Setor Saúde:
– O setor saúde representa 4,3% da população ocupada; – Gerou 1.639.810 novos postos de trabalho nos últimos 17 anos;
– O número de trabalhadores do SUS nos municípios aumentou de pouco mais de 306 mil trabalhadores em 1992 para 1.203.085 em 2009
– reflexo das descentralização do Sistema.

Anúncios

Sobre mundosofismo

Somos educadores populares e acreditamos na teoria de educação freirena, este espaço se destina a comunicação popular nas mais variadas mídias e formas. Buscamos colaborar com a liberdade de expressão através da defesa absoluta da democratização da mídia, colaborando com causas e movimentos e seus protagonistas nas lutas em todas os meios inclusive através do ciberativismo em Rede Mundial de Computadores.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Debate aborda valorização profissional como garantia de qualidade do SUS

  1. Pingback: Noticias mais visualizadas na Rádio Cirandeira no ano de 2011 – Retrospectiva | Rádio Cirandeira

  2. Pingback: Rádio Cirandeira Ultrapassa as 200.000 visualizações | Rádio Cirandeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s